Aplicativo smartphone mostra relatório
diário de atividades físicas do cão.


Os dispositivos para medir a quantidade de atividade física de quem pratica esportes ou tenta emagrecer já são bastante populares, mas agora uma startup resolveu estrear a solução tecnológica para cachorros. Com o FitBark, o dono pode acompanhar quanto o seu melhor amigo de quatro patas tem se exercitado, e recebe status diários no celular, segundo o Mashable.

"A inspiração para o FitBark veio da necessidade de conectar com nossos cachorros em todos os momentos do dia, mesmo quando estamos ocupados trabalhando, viajando, ou longe por longos períodos", descreve o cofundador da empresa, Michael Chiang, ao Mashable. Ao buscar opções para acompanhar a saúde dos cães, Chiang e sua equipe não acharam nada para os pets, só para humanos.


Dispositivo é pequeno e acoplado à coleira do cachorro, para o conforto do bicho Foto: Divulgação
Dispositivo é pequeno e acoplado à 
coleira do cachorro, para o conforto do bicho 

FitBark foi criado por donos que queriam
 estar com seus animais o tempo todo.


A partir de um pequeno dispositivo acoplado à coleira do animal, o FitBark permite saber o que o cão está fazendo a qualquer momento. É possível saber o momento em que o cuidador levou o pet para passear e qual o tamanho da volta. Os dados são transmitidos para a nuvem através do smartphone ou por uma estação de transmissão em casa.
O dono pode acompanhar estado de
 saúde do animal à distância, mesmo
em outra cidade.


"O que começou como um projeto divertido e curioso para dar uma olhada no nosso cachorro Freud - e checar se nossos amigos, familiares e cuidadores estavam realmente levando-no para passear - , acabou se tornando o início de uma jornada incrível pela tecnologia e pelo amor por animais de estimação.

Dados coletados pela coleira são
 transmitidos para a internet através de
 smartphone ou de estação fixa em casa.
No caminho, encontramos outros donos e amantes de cães que agora são parte da equipe e querem ajudar a transformar a ideia em um produto", conta.


Michael Chiang, cofundador da FitBark, aparece com seu melhor amigo de quatro patas Foto: Divulgação
Michael Chiang, cofundador da FitBark, 
aparece com seu melhor amigo de quatro patas
Foto: Divulgação

Se o cão ficar doente, é possível informar ao veterinário os detalhes do que o animal fez nos últimos dias, incluindo quanto tempo ele dormiu. Para o próprio dono, as estatísticas ajudam a saber, pelo BarkScore, quanto de exercício já houve em um dia e se o pet precisa, por exemplo, dar mais uma voltinha.

"Por enquanto, medimos apenas a quantidade mínima de exercício que seu cachorro preciso, baseados em um punhado de variáveis, como tamanho, idade e peso", conta Chiang. "À medida que coletamos mais dados a partir da comunidade crescente, poderemos identificar tendências significativas e teremos como dividir a informação de forma mais detalhada", adianta.